A adoção apressada do home office por causa da pandemia do coronavírus está sendo um desafio para as empresas. De um lado, os funcionários tentam se adaptar a uma nova rotina de trabalho, com todas as distrações que a própria casa oferece. Do outro, a chefia luta para manter o engajamento e a produtividade da equipe, mesmo em meio ao cenário de incertezas.

Para que as relações de trabalho funcionem bem a distância, a palavra-chave é confiança, segundo especialistas ouvidos pelo 6 Minutos. É necessário delegar tarefas, se comunicar de maneira clara, dar autonomia aos colaboradores e considerar a saúde emocional das pessoas em meio à crise.

“É preciso trocar a antiga visão de controle por uma visão mais clara de delegação, confiança e respeito”, diz Luiz Edmundo Rosa, diretor executivo da ABRH-Brasil (Associação Brasileira de Recursos Humanos – Brasil).

Veja abaixo dicas práticas para lidar com as equipes a distância:

1. Não se apegue às horas trabalhadas

É preciso ter em mente que esse não é o home office tradicional, estruturado, em que a pessoa vai ter uma sala preparada para o trabalho, vai mandar os filhos para a escola e ter alguém ajudando nas tarefas da casa. Os funcionários também estão se adaptando ao novo modelo de trabalho e a uma nova rotina, às vezes, com toda a família dentro de casa.

“Nesse contexto, as horas trabalhadas são o que menos importa. O importante é cumprir metas, bater resultados. Para isso acontecer, crie rituais e rotinas”, indica Costábile Matarazzo, consultor de negócios e liderança e autor do livro “Os Desafios da Primeira Gestão”.

2. Converse com cada pessoa individualmente

Reserve um tempo da semana para conversar com cada colaborador individualmente para saber: como está se adaptando à nova forma de trabalho, qual é o ambiente que ele tem em casa, quais ferramentas ele precisa para executar as tarefas, repassar prazos e até quais são os sentimentos dele neste momento delicado. Assim, é possível saber como acompanhar o trabalho de cada um e a melhor forma de motivá-los.

“O líder precisa demonstrar que se importa e que entende as diferenças e desafios de cada pessoa da equipe. Além de ter empatia, precisa se colocar à disposição para ajudar e ser flexível, sabendo até onde cada um pode ir com os recursos que tem. Neste processo, ele pode coletar melhores práticas e compartilhar com o grupo depois. É uma maneira de manter a conexão humana e as pessoas engajadas”, afirma Amanda Gomes, cofundadora da escola de liderança feminina ELAS.

3. Tenha reuniões curtas e frequentes com a equipe

Pelo menos uma vez por semana, faça uma reunião virtual com todos para falar do andamento das atividades, reforçar as prioridades, compartilhar os resultados alcançados, reconhecer a importância de cada um, agradecer o empenho de todos e tirar dúvidas.

“Nas reuniões coletivas, o líder tem a chance de tranquilizar o time, de dizer os cuidados que a empresa está tomando, qual tem sido a relação com clientes, o que está fazendo para preservar os resultados. É hora de passar confiança. São reuniões breves, de não mais do que 15 minutos, para que não se tornem cansativas”, recomenda o diretor executivo da ABRH-Brasil.

4. Faça a gestão da crise

O momento atual é de angústia generalizada, tanto em relação à saúde, diante da ameaça do vírus, quanto em relação à vida profissional e financeira, sem garantias econômicas para as pessoas e as empresas. Por isso, as incertezas do cenário atual são fatores que os líderes devem ter no topo de sua lista de prioridades ao fazer a gestão de pessoas, segundo Guilherme Fernandes, CEO da consultoria de seleção de executivos Alexander Hughes no Brasil.

“Os comitês de gestão de crise devem ser os mais ativos nesse momento, pois são uma forma de acalmar os funcionários, assim como a comunicação corporativa clara, frequente e objetiva, sem ruídos que possam gerar ansiedade e insegurança”, afirma Fernandes.

Ele ainda lembra que é necessário fazer um acordo por escrito estabelecendo as condições e as regras do home office. “Isto deveria ser parte de um procedimento de gerenciamento de risco interno de todas as empresas.”

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.