Nem só de más notícias vive a cobertura da pandemia do coronavírus no Brasil e no mundo. O 6 Minutos separou 5 boas novidades desta quarta-feira (dia 25) e compartilha com vocês.

1) Grandes economias aceleram medidas para resgatar empresas e famílias da crise

Os Estados Unidos, a maior economia do mundo, e a Alemanha, a maior da Europa, conseguiram superar resistências internas e anunciaram gastos históricos para combater os efeitos negativos da paralisação dos negócios. Nos EUA, a oposição democrata chegou a um acordo com o governo republicano para um pacote de US$ 2 trilhões; na Alemanha, o socorro de US$ 808 bilhões será o maior desde os anos seguintes à Segunda Guerra Mundial.

2) Prefeitura de SP, Ambev, Gerdau e Einstein vão construir 100 leitos hospitalares para o SUS

O novo centro de tratamento para pacientes infectados com o coronavírus terá 100 leitos, que atenderão exclusivamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde). O edifício será anexo ao Hospital Municipal M’Boi Mirim, na zona sul de São Paulo, e terá seus primeiros quarenta leitos entregues em apenas vinte dias. A unidade de saúde será entregue depois à Prefeitura de São Paulo e passará a integrar a rede pública de saúde do município.

3) Natura converte fábricas para artigos de higiene pessoal; JBS vai doar 2 milhões de sabonetes

A Natura vai converter temporariamente todas as suas linhas de produção de maquiagem e fragrâncias na América Latina para a fabricação apenas de itens de higiene pessoal, incluindo álcool em gel e líquido. Já a JBS, maior empresa de carnes do mundo, começou a produzir 2 milhões de sabonetes para distribuir em lares de idosos próximos às suas fabricas e em favelas do Rio de Janeiro e de São Paulo, em uma ação com a Central Única das Favelas.

4) Itaú Unibanco vai doar R$ 150 milhões para o combate à crise do coronavírus

A Fundação Itaú para Educação e Cultura e o Instituto Unibanco vão doar R$ 150 milhões para infraestrutura hospitalar, compra de equipamentos, cestas de alimentação e kits de higiene para apoiar comunidades vulneráveis e ajudar na contenção e no tratamento de pacientes infectados pelo coronavírus.

5) Novas pesquisas sugerem que vacinas contra o coronavírus podem ter longa duração

Uma nova pesquisa de cientistas italianos sugere que o SARS-CoV-2 coronavirus, nome do vírus que causa a gripe Covid-19, pode sofrer mutações lentamente. Se confirmado, isso significaria que eventuais vacinas desenvolvidas por laboratórios poderão ser aplicadas em diferentes regiões do mundo em um espaço mais amplo de tempo. Duas equipes de pesquisadores analisaram a sequência genética do vírus na Itália e compararam com amostras obtidas em Wuhan, na China, dois meses antes. E concluíram que as diferenças são pequenas, sinalizando pouca mutação.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.