Antigamente era só a Netflix. Agora, para ter acesso a todos as séries e filmes do momento é cada vez mais necessária a assinatura de uma gama de serviços de streaming, entre os quais se destacam Amazon Prime Video, HBO GO e AppleTV+. Neste ano, a lista ainda aumentará no Brasil com a chegada do Disney+, que centralizará em um único serviço todos os produtos da empresa, que gradualmente vão deixando outras plataformas.

Nesta semana, chegou ao Brasil outra companhia de olho nesse filão, mas com outra estratégia: a americana Roku. Se definindo como uma “central de entretenimento”, a empresa fechou parceria com a AOC para lançar no país uma televisão equipada com seu sistema operacional, que reproduz na tela a lógica do smartphone, com uma tela inicial e uma grade de aplicativos.

TV da AOC com sistema operacional da Roku

Tela inicial da Roku TV, que relaciona TV por assinatura, videogame e serviços de streaming disponíveis ao usuário. Crédito: Divulgação

 

Segundo a Roku, o aparelho começa a ser vendido com “mais de 5.000 canais de streaming” disponíveis ao consumidor, o que inclui também serviços de áudio como Deezer e Spotify. Mas atenção: trata-se de algo como um “marketplace de streamings”. Ou seja, o sistema facilita o seu acesso aos serviços, que ainda precisam ser assinados individualmente.

Neste formato, conexões externas ao televisor, como serviços de TV a cabo e videogames, serão relacionados também como aplicativos, que poderão ser acionados a partir da “home” do aparelho.

Qual é a diferença para as Smart TVs concorrentes? Os televisores inteligentes vendidos no Brasil já se preocupam em contemplar os principais serviços buscados pelos brasileiros, como Netflix e YouTube. De acordo com fabricante e modelo, os aparelhos variam entre serviços compatíveis e disponíveis.

A proposta da Roku é um pouco diferente. A intenção é incorporar ao televisor o que fazem ferramentas como o Chromecast, do Google, que expande para a tela o acesso às ferramentas do smartphone e que são vendidas separadamente. Nos Estados Unidos, a empresa também vende a caixa com o sistema à parte, para ser conectada no televisor, o que não está previsto no primeiro momento.

Além de variedade, a Roku pretende atrair interessados pela facilidade de poder controlar a televisão pelo aplicativo do telefone celular e pela possibilidade de usar a busca unificada por um filme ou série. Por exemplo: se você quiser assistir a “História de um Casamento”, exibido pela Netflix, você poderá digitar o nome do filme na página inicial da sua TV e ela fará a busca em todos os seus serviços habilitados.

Parceria com o Grupo Globo. É como diz o ditado: uma mão lava a outra. No caso do anúncio desta semana, não foi diferente. Além da parceria com a AOC, que fará a fabricação dos televisores, a Roku buscou um parceiro estratégico de mídia — no caso, o Grupo Globo.

A empresa americana concentrou a sua divulgação no Globoplay, que será disponibilizado aos usuários desde o primeiro momento — em breve, diz a empresa em comunicado, será acrescentado um botão ao controle remoto para acessá-lo diretamente.

A seu lado, o Grupo Globo vê a parceria como “fundamental na expansão do Globoplay” e do mercado brasileiro de streaming, como ressaltou o diretor-geral da plataforma, Erick Brêtas, durante o lançamento. No último domingo (19), o Globoplay começou a funcionar também nos Estados Unidos.

Entre os principais serviços que a empresa destaca em seu anúncio de chegada ao Brasil estão também Netflix, YouTube, Spotify, Deezer, AppleTV+, HBO GO, DAZN, Google Play, Baby First TV, Happy Kids, Looke e Play Kids.

As TVs da AOC em parceria com a Roku começaram a ser vendidas nesta quarta-feira (22), nas lojas online das redes Casas Bahia, Ponto Frio e Extra, indo para os pontos físicos em fevereiro. O preço sugerido é de R$ 1.199 para a de 32 polegadas e de R$ 1.599 para a de 43 polegadas.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.