Os índices começam a mostrar o que os consumidores já perceberam: os preços ficaram mais altos. A inflação medida pelo Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) subiu 1,24% em março em relação a fevereiro. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (30) pela FGV (Fundação Getúlio Vargas).

O principal avanço para o consumidor ficou com os alimentos processados. Em fevereiro, os preços dessa categoria tiveram queda de 1,57%. Já em março, passaram a subir 1,27%.

Para a indústria, o cenário também não foi positivo. Ficaram mais caros o minério de ferro (passou de -0,01% em fevereiro para 9,73%), soja em grão (de -2,97% para 5,03%) e café em grão (de -6,61% para 10,60%).

Na categoria da comunicação, a tarifa de telefone residencial teve um avanço de 0,93%, ante 0,47% em fevereiro. E a tarifa de eletricidade residência, que no mês passado havia recuado 1,29%, em março teve uma variação menor, de -0,82%.

O IGP-M é o índice mais utilizado para o reajuste dos contratos de aluguel. Em 12 meses, ele acumula alta de 6,81%.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.