O presidente Jair Bolsonaro baixou decreto nesta quarta-feira (dia 29) anulando a nomeação do ex-diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem, para a direção-geral da Polícia Federal.

O ato ocorre após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, suspender a nomeação de Ramagem, que tem uma relação de amizade com os filhos de Bolsonaro. Ele acatou pedido do Partido Democrático Trabalhista (PDT), que denunciou “abuso de poder por desvio de finalidade”.

A decisão, de caráter liminar, foi tomada antes da posse de Ramagem, que estava marcada para a tarde de hoje. A troca da chefia da Polícia Federal levou à saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública na semana passada.

O decreto foi publicado no início da tarde desta quarta no Diário Oficial da União, com a assinatura do presidente.

(Com Estadão Conteúdo)

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.com.br/whatsapp.