Horas depois de o dólar fechar em sua maior cotação da história, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, voltou a afirmar que o câmbio no país é flutuante e que o BC está tranquilo sobre o tema. Campos Neto participou na terça-feira (18) de uma reunião com a bancada do DEM na Câmara dos Deputados.

O que disse Campos Neto:

  • O Banco Central vai intervir caso identifique movimento “exagerado” no mercado cambial.
  • A alta do dólar não teve impacto na inflação.
  • A valorização do dólar é mundial, e não um fenômeno exclusivo no Brasil.
  • Com a queda nos juros, empresas brasileiras com dívidas em dólar estão usando a moeda norte-americana para quitar seus compromissos no exterior e buscando financiamento dentro do Brasil.

O dólar bateu novo recorde histórico nesta terça ao fechar a R$ 4,35 na venda. Em 2020, o real já caiu 7,92% em relação à moeda norte-americana, o pior desempenho entre as 33 principais moedas do mundo.

(Com Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.