A cidade de Berlim iniciou neste domingo (dia 23) o congelamento dos preços do aluguel de 1,5 milhão de casas e apartamentos pelos próximos cinco anos, em um movimento controverso para controlar os custos explosivos que obrigaram milhares de pessoas a sair da capital da Alemanha. Estão na lista imóveis construídos antes de 2014.

Berlim é a primeira cidade alemã a influenciar os preços de aluguel tão diretamente ao aprovar uma lei que foi celebrada como um passo em direção a mais justiça por seus partidários e dilacerada como um método socialista pelos críticos. Os preços de aluguel praticamente dobraram na última década. Em 2017, a alta foi de 20%.

Por que a prefeitura tomou uma medida tão drástica? Estima-se que apenas 15% dos moradores de Berlim são proprietários de casas ou apartamentos. Isso significa que os demais 85% moram de aluguel ou favor.

A escalada do preço do aluguel está relacionada, segundo especialistas, com o fenômeno da gentrificação, em que a valorização acentuada de bairros tem o efeito de expulsar moradores, lojas e empresas que habitavam o local, substituindo pessoas de renda mais baixa e idosos por outros que possuem condições de pagar.

Além disso, há uma escassez de moradias em Berlim, o que torna ainda mais difícil para os recém-chegados ou para aqueles que são expulsos de suas casas devido à falta de pagamento acomodações a preços acessíveis.

O que dizem os críticos? Eles apontam que o congelamento do aluguel impedirá os proprietários de investirem dinheiro em reformas necessárias nas casas, porque não podem aumentar o aluguel depois. A medida também deve desestimular investimentos privados na construção de novas moradias, o que ajudaria a ampliar a oferta de imóveis.

A questão foi levada a um tribunal por seus oponentes e alguns especialistas alertaram os inquilinos para manter todo o dinheiro extra que puderem economizar, para o caso de o congelamento ser revertido de forma retroativa.

O que diz o governo alemão sobre a medida? O congelamento do aluguel, implementado pela coalizão de esquerda do governo de Berlim, tem sido fortemente criticada pela chanceler Angela Merkel e por conservadores democratas-cristãos, que estão na oposição do governo de Berlim.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.