O governo chinês decidiu construir um novo hospital na cidade de Wuhan para atender ao número crescente de contaminações pelo novo tipo de coronavírus, que já causou 26 mortes no país e infectou mais de 800 pessoas.

Nos últimos dias, hospitais da cidade e região começaram a relatar falta de capacidade para o atendimento dos pacientes, que exige isolamento por se tratar de uma doença facilmente transmissível pelo ar.

O que é o coronavírus? É um vírus que causa doença respiratória que, em casos de maior gravidade, pode causar pneumonia e insuficiência renal entre os infectados.

Qual o tamanho do hospital? Segundo autoridades, o novo hospital terá capacidade de mil leitos e ficará em Wuhan porque a cidade tem sido o ponto central de propagação do novo vírus.

Como será possível fabricar em tão pouco tempo? O governo vai usar pré-moldados para acelerar as obras. A meta ambiciosa, se alcançada, não será um feito inédito na segunda maior economia do mundo. Em 2003, em meio à epidemia do SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), 7 mil trabalhadores conseguiram construir e entregar um hospital em apenas uma semana, também com pré-moldados.

Qual a sua relação com a economia? A China, país mais afetado pela nova versão do vírus, é a segunda maior economia do mundo e um dos motores do comércio global. Na medida em que as autoridades adotarem mais medidas restritivas para conter a propagação do vírus, haverá impacto na atividade. O governo limitou, por exemplo, viagens para o exterior em diversos aeroportos, o que afetará a indústria global do turismo.

Quais as últimas informações sobre o coronavírus? Nos Estados Unidos, o governo confirmou nesta sexta-feira o segundo caso de paciente infectado pelo vírus. Outras 63 estão sob suspeita. Outros sete países já confirmaram casos do novo vírus.

(Com a Reuters)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.