A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de derrubar a prisão após segunda instância repercutiu na imprensa internacional com muita ênfase na possibilidade de Lula sair da prisão. É com esse olhar que jornais mundo afora estão noticiando a decisão do Supremo.

Nos Estados Unidos, o New York Times escreveu que o STF abriu caminho para a soltura de Lula, e o Wall Street Journal deu foco às repercussões da decisão nos casos de corrupção, principalmente.

Na Argentina, o jornal Clarín está acompanhando de perto o dia após a decisão do STF, com reportagens sobre como fica a situação do ex-presidente, caso seja de fato solto. O veículo também entrevistou a namorada de Lula.  O La Nación apontou que a decisão do STF  “abre a porta para que Lula seja liberado”, e fez um explicativo dos seis pontos que têm sido questionados, sobre a liberdade, possibilidade de candidatura e decisões judiciais.

Já no México, a emissora Televisa salientou que o veredicto do STF pode libertar cerca de outros 5 mil presos que ainda estão em fase de apelação, incluindo políticos e empresários condenados pela Lava Jato.

No Chile, o El Mercurio sublinhou que a decisão favorece milhares de presos, incluindo Lula.

Durante a madrugada no Reino Unido, o site da BBC lembrava que o ex-presidente havia concedido uma entrevista à emissora no início do ano. “A mudança pode levar à libertação de milhares de prisioneiros, incluindo Lula”, afirmou o veículo, lembrando que ele foi presidente do Brasil entre 2003 e 2010.

O também britânico The Guardian  repercutiu a notícia, enfatizando a possibilidade da soltura de Lula.

Na França, o Le Monde reportou que Lula cumpre pena de oito anos e dez meses, após um julgamento “muito controverso”, fazendo referência ao caso do triplex no balneário do Guarujá, em São Paulo. Segundo o jornal, a esquerda está em euforia, com manifestações de alegria que ocorreram em diferentes cidades do País, em particular no nordeste. O Le Monde cita ainda que várias figuras de destaque, incluindo o recém-eleito presidente argentino Alberto Fernandez, apoiam Lula.

O português Diário de Notícias salientou que ainda não se sabe os detalhes de como e quando se dará a saída do ex-presidente da prisão, mas a sua defesa já entrou com um pedido de soltura para as próximas horas.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.