A Petrobras reduzirá em 5% o preço médio do óleo diesel e em 4% o da gasolina em suas refinarias a partir de sábado (dia 29), segundo informação confirmada pela assessoria de imprensa da estatal.

A decisão de redução dos preços dos combustíveis nas refinarias acontece em meio à forte queda das cotações internacionais do petróleo por causa do coronavírus, que está derrubando a atividade econômica em diferentes países e, consequentemente, a demanda pela matéria-prima e seus derivados. O barril de petróleo do tipo Brent é negociado com queda aproximada de 3,6% em Londres nesta sexta-feira, pouco acima dos US$ 50.

Apenas nove dias atrás, no dia 20, a cotação estava em US$ 59,31, o que significa que a queda chega a 15%.

Essa redução da Petrobras vai chegar aos postos? Deveria chegar, mas o repasse dos reajustes para baixo raramente é imediato. Distribuidores dos combustíveis alegam que vendem combustíveis que estão em estoque e foram adquiridos a preços mais elevados para justificar um repasse mais demorado da queda.

Além disso, margens de lucro e a mistura com o etanol (no caso da gasolina) também interferem no preço final.

Nos 30 dias que incluem a segunda quinzena de janeiro e a primeira de fevereiro o preço da gasolina ao consumidor teve leve alta de 0,21%, e o do óleo diesel, de 0,04%, segundo o IPCA-15, a prévia da inflação oficial calculada pelo IBGE.

(Com a Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.