Nesta semana, o dólar bateu três recordes consecutivos e encerrou a semana cotado a R$ 4,39. Isso assusta muita gente. Mas, em paralelo, a Caixa Econômica Federal, em iniciativa que deve ser seguida por alguns bancos privados, lançou a linha de crédito habitacional com juros prefixados. E o Banco Central lançou um sistema de pagamento para facilitar as transferências bancárias. Veja os destaques da semana no 6 Minutos:

Dólar bate recordes e encerra semana em R$ 4,39

O dólar não para de subir. Isso você já sabe. Mas como ele impacta a vida dos brasileiros? O 6 Minutos checou como isso está refletindo na escolha de viagens pelos brasileiros, que estão privilegiando Argentina e Portugal em detrimento dos Estados Unidos: entenda melhor na matéria que preparamos. E se o dólar mexe tanto com os humores e os preços de importados, por que a inflação não está subindo? Segundo analistas ouvidos pelo 6 Minutos, é porque a economia ainda está desaquecida. Para o Banco Central, a situação está sob controle.

Caixa lança taxa de juros prefixados para crédito habitacional

Depois de baixar significativamente os juros do crédito imobiliário, e provocar o mercado a fazer o mesmo, a Caixa lançou nesta semana uma nova linha de financiamento, com taxa de juro fixa. Começou a valer nesta sexta (21). Ela está disponível para clientes da Caixa, com taxas a partir de 8% ao ano. As condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados. Veja nesta reportagem se essa modalidade é a mais apropriada para você. E, nesta outra, como os bancos privados estão se organizando para seguir a tendência lançada pela Caixa.

Adeus TED e DOC: BC lança pagamento instantâneo

O Banco Central anunciou detalhes de como funcionará o PIX, o novo modelo de pagamentos instantâneos que vai entrar em vigor no país em novembro. O meio de pagamento permitirá transferências 24 horas, 7 dias da semana, entre pessoas e entre empresas de forma direta, por meio de QR Code ou do preenchimento manual de dados. O objetivo é substituir as transferências bancárias tradicionais — como TED e DOC — e eventualmente até as em dinheiro. Boletos bancários e taxas ao governo também poderão ser pagos através do sistema.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.