Encarada como primeiro passo para o começo do fim da guerra comercial entre Estados Unidos e China, a “fase um” do acordo pode ficar maior se o presidente Donald Trump acreditar que isso poderá beneficiar sua chance de reeleição em 2020.

O que isso quer dizer? Os estados mais caros a Trump são os de produção agrícola, como Iowa e Minnesota. São estados que saíram prejudicados com a guerra comercial iniciada pelo republicano porque a China interrompeu as importações de alimentos produzidos por eles. Retomar essas compras agrícolas será essencial para as suas pretensões eleitorais.

Por outro lado, manter o discurso de combate às exportações chinesas é igualmente fundamental para Trump conquistar e manter eleitores em estados com forte tradição industrial, como Ohio, Michigan e Pensilvânia.

E o que está em jogo para a China? O Ministério do Comércio da China disse neste mês que a remoção de tarifas impostas durante a guerra comercial é uma condição importante para qualquer acordo.

Qual foi a reação dos EUA? Trump já tomou a decisão: para reverter as tarifas de importação existentes e cancelar a imposição de novas sobretaxas sobre bilhões de dólares em bens de consumo chineses, programada para 15 de dezembro, ele exige concessões mais profundas da China. E elas incluem compras de produtos agrícolas produzidos nesses estados chave.

E qual a proposta da China? Pequim está se recusando a se comprometer com uma quantidade específica de compras de produtos agrícolas, dentro de um período de tempo específico. O governo chinês prefere permitir que a oferta e a demanda ditem acordos.

Como Trump vê isso? Ele e o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, reconhecem que fazer as concessões pedidas por Pequim para um acordo comercial “magro”, que não atenda também às questões essenciais de propriedade intelectual e transferência de tecnologia, não é um negócio muito bom.

(Com a Reuters)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.