O Goldman Sachs defende que investidores comprem Ibovespa, o mercado de ações que mais caiu na atual crise.

Com uma perda de mais de 48% quando considerado seu valor em dólar, a avaliação dos estrategistas liderados por Kamakshya Trivedi no banco é de que a Bolsa brasileira vai se beneficiar do crescente apetite por ativos de risco e uma possível recuperação dos preços das commodities no segundo semestre de 2020

“As ações brasileiras são as candidatas ideais para uma recuperação rápida”, afirmam os estrategistas em um relatório divulgado na última quarta (20). Eles recomendam que os investidores mirem um patamar de 90 mil pontos, o que seria uma alta de 9% em relação aos níveis atuais.

Os investidores abandoaram as ações e a moeda brasileiras durante este ano conforme a pandemia de coronavírus derrubou a economia e piorou a situação fiscal do país, que já era frágil. Os ativos se desvalorizaram mais ainda com a turbulência política e a falta de confiança no presidente Jair Bolsonaro, que continua minimizando os efeitos do Covid-19 mesmo com o Brasil se tornando o principal foco de novas infecções no mundo.

Só para lembrar: uma alta que leve o Ibovespa aos 90 mil pontos ainda deixaria o índice brasileiro 22% abaixo do nível em que ele encerrou 2019.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.