O mercado deu os primeiros sinais de reação à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de derrubar a possibilidade de prisão depois de condenação em segunda instância. A decisão resultou na soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Como o dólar reagiu? A moeda americana estava em R$ 4,166 às 17h55, alta de 1,60%.

E a Bolsa? O Ibovespa caia 1,98%, as 107.413 pontos.

Só a decisão do STF que influenciou? Não, tem também o cenário internacional piorado com incertezas renovadas sobre um acordo entre Estados Unidos e China.

Qual a preocupação dos investidores? Os investidores estão preocupados com o impacto dos mais recentes desdobramentos políticos na economia.

“Os ruídos políticos trazem uma certa cautela em semana marcada pelo leilão decepcionante do pré-sal”, disse Pablo Spyer, diretor da Mirae Assets. “Diminuiu o ímpeto otimista da queda do dólar.”

Nesta sexta-feira, a H. Commcor destacou em nota que “as reações no mercado tendem a ser negativas, tanto pela sensação de insegurança jurídica quanto pelo chamado ‘risco Lula'”. “Nesse último aspecto, deve-se expor primeiramente a potencial instabilidade política adicional que a esquerda (fortalecida) promete, tanto em atritos com a atual gestão (politicamente fraca) quanto em termos da disputa presidencial para 2022”, explicou.

(Com Reuters)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.