Segundo dados do Banco Central divulgados nesta quarta-feira (20), o Brasil registrou a saída de mais de US$ 1,41 bilhão em apenas quatro dias úteis na semana passada, excluído portanto o feriado da sexta-feira, dia 15.

O resultado negativo para o fluxo cambial se deve essencialmente às transações financeiras. Durante os quatro dias, foram feitos aportes de US$ 9,30 bilhões e retirada de US$ 10,81 bilhões, um saldo negativo de US$ 1,50 bilhão, levemente atenuado por uma vantagem de US$ 91 milhões no comércio exterior, com mais exportações que importações.

A moeda americana fechou acima de R$ 4 na quarta-feira pela primeira vez desde maio
Crédito: Guadalupe Pardo/Reuters

Total no ano. Desde o começo do ano até dia 14, a retirada total de dólares do país já soma US$ 22,62 bilhões. No mesmo período do ano passado, o fluxo cambial era positivo em US$ 17,22 bilhões.

Reportagem publicada pelo jornal Valor Econômico diz que esse é maior fluxo cambial negativo desde 1999, até então o pior da história. A tendência é que esse resultado piore, já que sazonalmente os últimos meses do ano são marcados por uma maior remessa de lucros ao exterior e ajustes de posições de empresas multinacionais.

No acumulado do ano, também se registra uma saída financeira maior atenuada pelo resultado comercial. Nos 10,5 meses, o saldo financeiro foi negativo em US$ 37,86 bilhões e o comercial foi positivo em US$ 15,23 bilhões.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.