Aplicativos lentos ou sem funcionar, filas pelas calçadas. Na primeira segunda-feira do mês, data em que muitos pagam contas, o Twitter acumulava na tarde de hoje (dia 6) milhares de relatos de clientes reclamando da dificuldade de acesso aos canais digitais dos seus bancos ou apontando as longas filas que se formaram nas calçadas na frente das agências em plena quarentena.

Por volta das 14h, o Bradesco, que admitiu problemas em seu sistema pela manhã, chegou aos  trending topics da rede social. O Banco do Brasil também admitiu interrupção no seu aplicativo no início da tarde.

Mas não foi o único, com as reclamações atingindo também Caixa, Itaú Unibanco e Santander.

Por quê os aplicativos estavam lentos e houve filas nas agências? Em primeiro lugar, muitos pagamentos acabam sendo concentrados no dia 5 de cada mês. Como ontem foi domingo, muitas dessas transações estavam previstas para hoje, o que congestionou a busca por serviços bancários.

“É a primeira segunda-feira do mês, e um período que normalmente há grande movimento nas agências”, afirma Juvandia Moreira, presidente da Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro). “Estamos cobrando que os bancários tenham máscaras e barreira de acrílico para atendimento”.

Além disso, a quarentena vem fazendo com que cada vez mais pessoas acessem suas contas através dos aplicativos dos bancos.

Por último, os benefícios anunciados pelo governo nas últimas semanas, como os R$ 600 para trabalhadores informais, acabam fazendo com que as pessoas vão até as agências para saberem se têm direito a receber.

“Há muitos clientes indo às agências, principalmente da Caixa, e perguntando sobre o direito aos R$ 600. Muita gente ainda não percebeu a gravidade do coronavírus”, afirma Juvandia.

Os bancos vêm adotando medidas para combater aglomerações? A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) vem recomendando os clientes a evitarem aglomerações nas agências e utilizarem os canais digitais.

No atendimento presencial, os bancos estão adotando medidas como: número limitado de clientes no interior das agências, horários especiais para idosos e gestantes, distanciamento na fila, entre outros.

O problema maior são as aglomerações para fora das agências: nesses casos, muitas vezes as regras não são respeitadas.

O que dizem os bancos sobre a lentidão nos aplicativos e filas? 

Bradesco

“O aplicativo pessoa física do Bradesco apresentou intermitência em seu sistema em alguns momentos na parte da manhã de hoje. O banco esclarece que o acesso já retornou à sua normalidade. Importante informar que o site Internet Banking e os demais canais do banco operam normalmente.”

Banco do Brasil

“O Banco do Brasil informa que o aplicativo está disponível para todas as suas funções. Houve uma pequena indisponibilidade, no início da tarde, que durou cerca de um minuto apenas.”

O banco afirmou ainda que suas agências operam somente entre 10h e 14h, e que o atendimento presencial é prestado apenas em casos essenciais e de forma excepcional.

Santander

O banco afirmou que não registrou nenhum incidente crítico que levasse à indisponibilidade de canais de atendimento.

Itaú Unibanco

O banco afirmou que não identificou instabilidade no aplicativo do Itaú, e declarou que está orientando os usuários a usarem os canais digitais durante a quarentena.

Caixa

“A Caixa esclarece que trata-se de início de mês, período em que o volume de transações é naturalmente maior, o que associado ao período de distanciamento social vivenciado pelos brasileiros atualmente, gerou um volume expressivo de transações nos canais app e internet provocando lentidão em algumas situações. A situação encontra-se normalizada.”

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.