Os lucros da Berkshire Hathaway, a holding do lendário investidor americano Warren Buffett, cresceram espetaculares 1.900% entre 2018 e 2019, saltando de US$ 4 bilhões para US$ 81,4 bilhões, respectivamente. Sabe o que isso quer dizer?

Para o Oráculo de Omaha (apelido dado por sua sabedoria e o local onde nasceu), não significa muito, pois esses números fazem parte do “terra da contabilidade, o oposto do mundo real” — usando suas próprias palavras.

“Charlie (Munger, seu parceiro de décadas e vice-presidente do conselho da Berkshire) e eu instamos vocês (investidores) a manter o foco nos lucros operacionais — que pouco mudaram em 2019 — e a ignorar ganhos ou perdas trimestrais ou anuais decorrentes de investimentos (no mercado de ações)”, escreveu Buffett em sua aguardada carta anual aos investidores da Berkshire Hathaway, divulgada no sábado (dia 22).

Buffett fez referência a mudanças recentes no padrão contábil americano, que ajudaram a inflar os ganhos no último ano com o reconhecimento de valorizações de ações já eram detidas pela Berkshire.

“A soma das ações detidas pela Berkshire ficou em torno de US$ 200 bilhões nos dois anos (2018 e 2019), enquanto o valor intrínseco das ações (ou seja, o valor justo, desconsiderando as oscilações típicas de mercado) que possuímos cresceu de forma constante e substancial no período”, completou o bilionário, que completa 90 anos em agosto.

O que Buffett quis dizer? Considerado um dos maiores e mais bem-sucedidos investidores da história, ele reiterou um de seus mantras: o investimento em ações tem que ser feito pensando no longo prazo, com base em uma análise criteriosa da empresa e do valor das ações adquiridas, deixando de lado as oscilações momentâneas.

Ele reiterou os três princípios que norteiam a sua decisão de investimento em uma empresa:

  1. Que a companhia tenha bons retornos em relação ao capital utilizado na operação
  2. Que conte com administradores capazes e honestos
  3. Que as ações estejam disponíveis para compra a preços justos

“Tudo pode acontecer com os preços das ações amanhã. Ocasionalmente, haverá grandes quedas no mercado, talvez na magnitude de 50% ou ainda mais. Mas (…) ações serão uma escolha de longo prazo muito melhor para o investidor que não usa dinheiro emprestado e que consegue controlar as suas emoções. Para os demais? Cuidado!”, escreveu Buffett ao tratar desse tema e da sua convicção da tendência de alta de ações de empresas.

Desde 1964 até 2019, as ações da Berkshire acumularam uma valorização de 2.744.062%, muito acima do ganho acumulado (incluindo dividendos distribuídos) de 19.784% pelo S&P 500, o mais abrangente índice de ações americano, no mesmo período.

Em quais empresas a Berkshire investe? A lista das dez companhias em que a holding tem maior participação no capital incluem gigantes como American Express (18,7% do total), Delta Airlines (11%), Bank of America (10,7%), Coca-Cola (9,3%) e Apple (5,7%), entre outras.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.