O preço médio dos imóveis residenciais no país subiu 0,15% em fevereiro, segundo o Índice FipeZap. Das 16 capitais pesquisadas, 11 tiveram alta no valor de venda. Abaixo, o 6 Minutos traz os destaques do levantamento:

  • A valorização média dos imóveis no está em 0,31%, percentual próximo à inflação do período. Ou seja, os imóveis não apresentaram, em média, ganho real.
  • Na comparação anual, o preço dos imóveis subiu apenas 0,10%. Em termos reais, o valor avançou menos do que a inflação.
  • Os preços ficaram mais caros no Rio de Janeiro (0,08%), Salvador (0,08%), São Paulo (0,15%), Goiânia (0,15%), Belo Horizonte (0,24%), Vitória (0,33%), Campo Grande (0,38%), Porto Alegre (0,42%), Brasília (0,57%), Maceió (0,61%) e Florianópolis (0,74%).
  • Houve queda em fevereiro em cinco capitais pesquisadas: João Pessoa (-0,03%), Curitiba (-0,06%), Fortaleza (-0,08%), Recife (-0,32%), e Manaus (-0,42%).
  • O valor médio do metro quadrado anunciado dos imóveis residenciais foi de R$ 7.249. O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o preço mais alto do país (R$ 9.295), seguida por São Paulo (R$ 9.033) e Brasília (R$ 7.383).

Metodologia: O Índice FipeZap é resultado de uma pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita a partir de anúncios de moradias em 50 cidades no site Zap. Ele leva em consideração o valor anunciado do imóvel, e não o preço final de venda.

(Com Estadão Conteúdo)

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.