Neste começo de ano, a Uber colocou em prática um pacote de novidades para a sua operação no Brasil, que incluem funcionalidades e formas de pagamento nos serviços já existentes e até novas modalidades. A mais recente é o início da operação com tuk-tuks, triciclos motorizados com cabines fechadas.

Tuk-tuk em Vitória (ES). Resultado de uma parceria entre a Uber e a locadora Movida

Tuk-tuk em Vitória (ES). Resultado de uma parceria entre a Uber e a locadora Movida
Crédito: Danilo Shelmman/Divulgação

Os veículos começaram a circular nesta quarta-feira (29), em Vitória, no Espírito Santo, em uma parceria da Uber com a locadora de carros Movida. Com espaço para transportar até dois passageiros por viagem, os tuk-tuks serão alugados pela locadora para os motoristas interessados, que deverão possuir carteira de motorista nas categorias A ou AB.

Segundo a empresa, os triciclos serão a forma mais barata de se locomover pela plataforma na capital capixaba. As viagens com tuk-tuk podem ser solicitadas pelo mesmo aplicativo utilizado para buscar carros, desde que este esteja atualizado. Outra modalidade colocada em prática no final do ano passado foram os patinetes elétricos, que começaram em Santos (SP) e devem chegar a São Paulo em breve, após uma autorização concedida pela Prefeitura.

Pagamento e fidelidade. Quando chegou ao Brasil em 2014, a Uber enfrentou como uma das suas principais barreiras a necessidade de um cartão de crédito para utilizar o aplicativo. Mais de cinco anos depois, a empresa segue expandindo as formas de pagamento aceitas.

As últimas modalidades a serem reconhecidas foram o pagamento das corridas por boleto ou transferência bancária. Mas não adianta querer utilizá-las na hora que você precisar de um carro: são formas de pagamento pré-pagas, ou seja, que podem ser usadas para depósito em uma espécie de “conta” da qual as corridas são descontadas, o Uber Cash.

Para quem desejar fazer o pagamento antecipado, a empresa oferece um desconto de até 5% nos créditos. O maior desconto é aplicado para o crédito de R$ 200 (o cliente paga R$ 190) e é de 3% para R$ 100 (pagamento de R$ 97) e de 2% para o de R$ 50 (pagamento de R$ 49).

O Uber também criou um programa de fidelidade, com a intenção de estimular a recorrência dos usuários do aplicativo. Disponível em quinze cidades, o Uber Rewards consiste na pontuação conforme a frequência de uso. A cada 500 pontos, o usuário pode escolher entre um desconto de 10% em três corridos ou em um desconto de 20% em um único pedido de delivery no Uber Eats.

Segurança. A empresa também decidiu habilitar para o Brasil nos próximos dias, a data específica não foi anunciada, um novo recurso de segurança. Opcional para os passageiros, o código de segurança é uma sequência de quatro números sem a qual o motorista não conseguirá iniciar uma determinada corrida.

Segundo a Uber, a intenção é dar uma outra ferramenta para que usuários e motoristas confirmem que estão na viagem correta. Vale ressaltar que já é altamente recomendável que os passageiros chequem a placa do carro utilizado com aquela que aparece em seu aplicativo.

De acordo com a empresa, o cliente poderá personalizar a exigência do código. A exigência da sequência numérica pode acontecer em todas as viagens ou apenas para aquelas que acontecerem a noite, período compreendido entre 21h e 6h.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.