A empresa de energia elétrica Neoenergia registrou lucro líquido de R$ 618 milhões no quarto trimestre de 2019, avanço de 75% na comparação anual. Os dados são do balanço de resultados divulgado na noite de segunda-feira (17) e ficaram acima da estimativa da Refinitiv, que previa lucro de líquido de R$ 493 milhões.

O 6 Minutos separou os destaques do balanço:

  • No ano de 2019 como um todo, o lucro atribuído aos controladores somou FR$ 2,2 bilhões, alta de 45% ante 2018.
  • O consumo residencial avançou 4,2% no quatro trimestre, impulsionado pelo aumento na base de clientes e pelas altas temperaturas registradas.
  • Ebtida, indicador que mede o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, foi de R$ 1,5 bilhão, alta de 43% na comparação com o quarto trimestre do ano passado.
  • As despesas operacionais aumentaram 7,2%, sob influência dos gastos com o IPO realizado em 2019 (oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês).
  • A produção de energia aumentou 4,5%, para 17.772 GWH.
  • Número de clientes cresceu 1,9% no período.
  • As receitas de operações, que incluem distribuição, transmissão, geração e comercialização de energia, somaram R$ 7,2 bilhões no último trimestre de 2019, com alta de 8,6% na comparação anual.
  • Os investimentos no ano somaram R$ 4,4 bilhões.
  • As ações encerraram a o pregão de segunda-feira (17) cotadas a R$ 26, com uma alta acima de 6% neste ano.

Onde a Neoenergia opera? São três concessões de distribuição de energia no Nordeste (na Bahia, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte), além de uma distribuidora com atuação em São Paulo e Mato Grosso do Sul. Em geração, os ativos da companhia incluem parques eólicos e uma participação na hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

(Com Reuters)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.