A Uber anunciou nesta sexta-feira (10) que vai encerrar seu serviço de transporte privado de passageiros na Colômbia em resposta a uma decisão contrária da Justiça do país.

No mês passado, um juiz ordenou a suspensão do aplicativo atendendo a um pedido de uma empresa de táxis, afirmando que a Uber violava regras de competição de mercado do país.

Segundo um comunicado da empresa americana, que vinha recorrendo da decisão “surpreendente” e “arbitrária”, seu serviço de transporte deixará de ser oferecido aos usuários colombianos no próximo dia 1º de fevereiro.

Ao mesmo tempo em que fez esse anúncio, a Uber deu sinais de que a empresa ainda pretende atuar no país. Em sua conta oficial no Twitter, a companhia escreveu “adeus… espero vê-lo em breve”. A companhia também anunciou que o serviço de delivery de comida Uber Eats, que não foi afetado pela decisão da Justiça, seguirá funcionando normalmente.

As manifestações da empresa também se relacionam com o panorama político e social do país. Na Colômbia, a prática de utilizar um táxi nas ruas é considerada perigosa em muitas cidades, pelo risco de assaltos e sequestros-relâmpagos. O cenário impulsionou o crescimento da Uber, que diz ter 2 milhões de consumidores e 88 mil motoristas no país.

(Com Bloomberg)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.