O PagSeguro anunciou nesta terça-feira (dia 15) o lançamento de uma oferta secundária de ações ordinárias de classe A, que tem como acionista vendedor o controlador Universo Online (UOL), conforme prospecto enviado ao órgão que regula o mercado de capitais nos Estados Unidos, a SEC.

Na oferta, o UOL propõe vender 16.750.000 ações, com opção de 30 dias para comprar outras 2.512.500 ações.

Assumindo o preço de fechamento da ação do PagSeguro na véspera, de US$ 46,29, o valor total da oferta seria de cerca de US$ 775 milhões, ou US$ 892 milhões se considerada a venda da fatia adicional.

Qual a reação do mercado? As ações da companhia de meios de pagamento despencavam nesta manhã na bolsa de Nova York após o anúncio da oferta. Às 12h38, os papéis tombavam 13,3%, cotados a US$ 40,14 dólares. A rival Stone, também listada nos Estados Unidos, tinha queda de 5%. No Brasil, a Cielo mostrava queda de 2,4%.

Como é hoje a composição do capital do PagSeguro e como ficará? O UOL, que é controlado pelo empresário Luiz Frias, detém 50,47% do capital da PagSeguro, enquanto o free float (as ações em negociação no mercado) possui 49,53%.

Após a oferta, o PagSeguro Digital terá 45,3%, enquanto o free float passará a ser de 54,7%.

O que dizem os analistas? “Embora vejamos os números pré-operacionais do terceiro trimestre de 2019 como um sinal atraente (leia mais abaixo), acreditamos que o anúncio de uma oferta secundária completa, apesar de seu tamanho relativamente pequeno (cerca de 5% do capital total ou cerca de 6% usando a participação adicional de venda), pode pesar sobre as ações da empresa no curto prazo, especialmente considerando que o papel teve um bom desempenho nos últimos meses”, observaram os analistas do Itaú BBA.

No ano, até a véspera, as ações da PagSeguro acumulavam valorização de mais de 150%.

Números do terceiro trimestre: Em comunicado separado, o PagSeguro reportou dados preliminares sobre o resultado de julho a setembro, informando volume total de pagamentos (TPV) de cerca de R$ 28,4 bilhões, acima dos R$ 20,3 bilhões dos três meses até 30 de setembro de 2018, um crescimento de 44,8%.

Os usuários ativos do PagBank em 30 de setembro totalizaram aproximadamente 1,9 milhão, contra 1,4 milhão em 30 de junho de 2019.

A empresa estimou que o lucro líquido do trimestre encerrado em 30 de setembro ficará entre R$ 330 milhões e R$ 340 milhões, comparado com R$ 231,6 milhões no terceiro trimestre de 2018 — uma alta entre 42,5% e 46,8%.

(Com a Reuters)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.