As pessoas nunca fizeram tanta compra de supermercado pela internet como agora. Afinal, a recomendação para evitar a propagação do coronavírus é ficar em casa. Números da Apas (Associação Paulista de Supermercados) mostra que as vendas online cresceram 107% no período de 23 a 29 de março no estado em relação ao mesmo período do mês anterior.

Não é só isso, as pessoas também estão comprando mais: em 60% dos estabelecimentos houve aumento no volume de vendas.

Como tudo isso afetou os prazos de entrega? Segundo a Apas, 52% dos supermercados precisaram suspender temporariamente as vendas online para se adaptarem ao aumento da demanda. Veja o que os supermercados fizeram:

  • 28% em até 24h
  • 20% trabalham com prazo até dois dias
  • 8% até três dias
  • 20% até cinco dias
  • 12% até 7 dias
  • 12% superior a 7 dias

Como eles estão lidando com esse aumento? Para atender a demanda, 64% dos supermercadistas realocaram funcionários, 20% realizaram contratações e 16% continuaram com a mesma equipe. Entre os que fizeram contratações relâmpago estão o GPA, dono do Extra e Pão de Açúcar, e Carrefour.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.