Para reduzir a quantidade de fraudes e informações desencontradas em sua base de registros, e montar um cadastro nacional de usuários da telefonia celular pré-paga, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicação) iniciou um programa para os clientes de celular pré-pago se recadastrarem junto às prestadoras, como Vivo, Tim e Claro. O prazo para a atualização ou confirmação de informações acaba hoje (18).

O que acontece agora? A partir de hoje ficarão bloqueadas as linhas pré-pagas que receberam notificações, mas não fizeram a regularização cadastral. A medida vale para os Estados de Alagoas, Espírito Santo, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.  O prazo para os demais Estados da federação se encerrou no mês passado, em 15 de outubro.

A campanha acabou? Não. A Anatel prevê que em 2020 sejam implantadas etapas do projeto de compliance, que considerarão a validação de documentos e digitalização das informações cadastrais.

Como obter mais informações sobre a campanha e as prestadoras? É possível contatá-las nos seguintes números:

Como será esse cadastro nacional? A partir de 6 de janeiro de 2020, consumidores poderão acessar o  https://cadastropre.com.br/ (em construção) para checar a existência de linhas móveis pré-pagas ativas cadastradas em seu CPF, em cada prestadora. Caso encontre algo estranho, será possível acionar a prestadora em questão para resolver o problema, evitando a ocorrência de fraudes.

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.