O Google lançou nesta terça-feira (19) o Stadia, um novo serviço de streaming de games que tem o objetivo de transformar o Chrome, o navegador de internet da empresa, em um console em que poderão ser reproduzidos jogos como NBA 2K20 e Assassin’s Creed, sucessos desse universo.

Em sua fase inicial, são 22 jogos já disponíveis para os consoles e uma assinatura mensal de US$ 9,90 (cerca de R$ 42). Segundo a empresa, há 450 jogos em desenvolvimento, parte deles para lançamento em 2020.

O Stadia estreou disponível, inicialmente, em 14 países. Ainda não há previsão de que o serviço chegue ao Brasil.

Logo do Stadia, o serviço de streaming de jogos do Google

Logo do Stadia, o serviço de streaming de jogos do Google
Crédito: Stephen Lam/Reuters

Como está sendo recebido o novo produto? As primeiras críticas recebidas pelo Stadia reclamaram de latência, o tempo de atraso entre o apertar do botão do controle e a reação na tela. O mercado também aguarda os lançamentos exclusivos para o sistema, que podem marcar uma diferença em relação à concorrência e atrair jogadores dos videogames atuais.

“Nos meus testes jogando diversos jogos do Stadia na última semana, eu fiquei em geral impressionado com o quanto os jogos foram transmitidos de forma suave. Mesmo títulos com gráficos intensos funcionaram bem na minha TV, em um notebook e em um celular barato. No entanto, aconteceram falhas ocasionais e problemas de qualidade devido à inconsistência da velocidade da internet e erros iniciais”, escreveu Brian Chen, em resenha publicada no jornal The New York Times.

O que é necessário para conseguir jogar? É possível reproduzir na TV? Os jogos poderão ser utilizados em todos os dispositivos que possuam o navegador do Google Chrome, como smartphones e computadores. No entanto, o Stadia precisa de uma conexão com a internet de pelo menos 10 megabits por segundo na resolução básica de 720 pontos e de 35Mbps na versão em 4K.

Para a reprodução em televisores, é necessário o Google Chromecast, aparelho no formato de um pendrive que já é utilizado para transformar televisores comuns em smart TVs.

(Com Reuters)

Quer receber nossos boletins e notícias pelo Whatsapp? É só clicar no link abaixo com o seu celular e você já estará no nosso grupo.