Escolher a quantidade que vai comer no almoço está longe de ser a opção mais barata para os trabalhadores paulistanos. Na média, o preço do quilo custa R$ 52,98 em São Paulo. Enquanto isso, nos restaurantes onde o preço é fixo, independente da quantidade de comida, o valor médio cai para R$ 28,06. Os dados foram levantados pelo Procon, em parceria com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

A pesquisa comparou os dois tipos de restaurante: por quilo e de preço fixo. A região mais barata é a zona norte, onde o self-service por quilo custa uma média de R$ 47,63 e o preço fixo, custa R$ 21,16. O quilo mais caro está no centro (R$ 56,96), e o preço-fixo é mais salgado na região sul (R$ 32,03)

RegiãoPreço médio
self-service por quilo (R$)
Self-service preço fixo (R$)
Centro56,9627,64
Leste48,9527,88
Norte47,6321,16
Oeste55,6226,81
Sul51,3732,03

Opção por quilo é a mais comum: a amostra da pesquisa também mostrou que os restaurantes por quilo são os mais prevalentes – corresponderam a 60% do total. Só 15% são preço fixo, e outros 25% oferecem opção por quilo e preço fixo.

A pesquisa considerou 350 restaurantes no mês de janeiro.

Como escolher a melhor opção? O Procon alerta para os seguintes pontos:

  • Avalie o preço aliado à qualidade oferecida.
  • O consumidor não pode ser cobrado caso deixe alimento em seu prato
  • O estabelecimento que oferece refeições por quilo não pode informar apenas o valor equivalente a 100g. O consumidor deve estar informado do preço do quilo cheio.

Marmitas ficam mais populares: se você acha caro tanto o restaurante por quilo quanto o preço-fixo, e prefere a marmita, veja aqui como esse mercado está se movimentando no país.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda? Você pode mandar suas perguntas para o e-mail [email protected]. Quem nos segue no WhatsApp também pode mandar sua dúvida. Se você quiser entrar no grupo, esse é o link: https://6minutos.com.br/whatsapp.